Como controlar a Ansiedade: 6 pensamentos para você mudar o Mindset e ter Alívio Imediato | Os 4 Temperamentos

Pessoas que se sentiam muito criticadas quando crianças geralmente desenvolvem crises de ansiedade na fase adulta, e isso é importante saber, porque as crises de ansiedade e outros transtornos podem não ser nossa culpa.

Também quero mostrar uma nova abordagem para você entender os sintomas de ansiedade e promover a sua saúde mental. O Estudo dos 4 Temperamentos é a chave que faltava para você viver sem aquela sensação constante de preocupação e nervosismo.

Identificar o seu Temperamento e compreender cada um deles, Sanguíneo, Colérico, Melancólico e Fleumático vai lhe dar a chave que faltava para desbloquear a sua vida, para que você supere as crises de ansiedade, a depressão e o estresse, e você vai superar seus limites, conhecendo, você mesmo, seus comportamentos e suas tendências. A identificação do seu Temperamento será como um manual para que você possa conhecer a si mesmo.

Faça o Teste e descubra o seu Temperamento

Aqui estão seis maneiras para você MUDAR O SEU MINDSET a respeito da Ansiedade e das Crises de Ansiedade.

1. A ansiedade é um pedido de socorro.

A ansiedade é um sinal de emergência do nosso corpo, que está enviando uma mensagem de alerta e acionando você para a luz vermelha do alarme. Nosso sistema nervoso, de maneira inteligente, está nos alertando para algo que precisa de atenção.

Quando compreendemos que a ansiedade é uma forma de comunicação interna, podemos mudar nossa perspectiva, e em vez de lutar contra ela, podemos perguntar a ela o que ela significa: O que meu corpo está tentando me dizer? Saiba, que a Ansiedade é a melhor maneira que o seu corpo encontrou para fazer este pedido de ajuda.

2. A ansiedade pode ser vencida.

A ansiedade não é uma sentença perpétua; é uma jornada que podemos enfrentar e superar. Imagine que você está em uma trilha, e a ansiedade é um obstáculo à sua frente. Ela pode parecer imponente, mas lembre-se de que você tem a capacidade de encontrar maneiras de contorná-la ou atravessá-la.

3. A ansiedade foi Programada.

A infância é um momento crítico do nosso desenvolvimento. No nível emocional, o desenvolvimento inclui a formação da nossa autoestima, da identidade e aprendemos a controlar as nossas emoções. Este desenvolvimento é influenciado por muitos fatores, mas principalmente pela relação com os nossos pais. Crianças que sofreram abusos emocionais ou mesmo nesciências emocionais tendem a desenvolver transtornos de ansiedade e ataques de pânico na vida adulta. Isso acontece porque a criança sofreu de baixa autoestima e não se sente capaz de tomar decisões. A ansiedade acontece especialmente quando nos sentimos paralisados para tomar ações e decisões.

4. A ansiedade é um acidente. Ela não é você.

Como ensinou o filósofo Aristóteles, existem coisas que definem você, e que são chamadas de nossas ESSÊNCIAS, e a essência não podemos mudar. E existem coisas que acontecem e que não mudam quem somos, são os ACIDENTES. A ansiedade é um acidente, você TEM hoje ansiedade e você pode mudar isso, caso você queira.

5. A ansiedade não é seu maior inimigo.

A ansiedade é como um farol piscando, chamando nossa atenção para algo maior que pode estar acontecendo em nosso interior. Imagine que ela é um alerta, semelhante ao sinal de radar indicando perigo à frente. E este perigo está relacionado aos nossos SABOTADORES internos.

Sabotadores são padrões de pensamento e comportamento que nos limitam. Eles podem ser autocríticos, autossabotadores ou autodefensivos. Quando a ansiedade surge, é como se nosso sistema interno estivesse dizendo: ‘Atenção! Um sabotador está ativo!’.

6. A Ansiedade é o caminho para a Transformação.

A ansiedade, muitas vezes, nos leva a um estado desconfortável e nos faz sentir vulneráveis. No entanto, podemos escolher vê-la como uma oportunidade de crescimento. Assim como uma ponte nos leva de um lado para o outro, a ansiedade pode nos conduzir a uma jornada interior de autodescoberta e mudança. Quando atravessamos essa ponte com coragem e compreensão, encontramos recursos internos que nos ajudam a superar desafios e a nos tornarmos mais resilientes.

O seu temperamento é a chave para vencer a Ansiedade.

Como o temperamento Colérico lida com a Ansiedade.

Características: Determinado, energético, assertivo, orientado a objetivos.

Como lida com a ansiedade:

  • Ação e resolução de problemas: prefere enfrentar diretamente as causas da ansiedade, buscando soluções rápidas e eficazes.
  • Controle e planejamento: planeja e organiza para minimizar situações inesperadas que possam gerar ansiedade.
  • Atividade física: Pode usar exercícios intensos como uma forma de liberar tensão e manter o foco.

Como o temperamento Sanguíneo lida com a Ansiedade?

Características: Extrovertido, otimista, sociável, busca por prazer e novidades.

Como lida com a ansiedade:

  • Distração e socialização: Procure se envolver em atividades sociais e distrativas para evitar pensar sobre a fonte de ansiedade.
  • Expressão emocional: Tendem a falar sobre seus sentimentos e problemas com amigos ou familiares, aliviando a tensão através da conversa.
  • Busca de prazer: Pode recorrer a hobbies, festas ou novas experiências para reduzir a ansiedade.

Como o temperamento Melancólico lida com a Ansiedade.

Características: Introvertido, analítico, sensível, perfeccionista.

Como lida com a ansiedade:

  • Reflexão e análise: Tende a analisar detalhadamente as causas da ansiedade, procurando compreender e resolver internamente.
  • Rotina e previsibilidade: prefere manter uma rotina estruturada para sentir-se no controle e reduzir a incerteza.
  • Expressão artística: Pode recorrer à arte, música ou escrita como formas de expressar e processar seus sentimentos.

Como o temperamento Fleumático lida com a Ansiedade.

Características: Calmo, paciente, equilibrado, relutante a mudanças.

Como lida com a ansiedade:

  • Evasão e procrastinação: Pode evitar confrontar diretamente as causas da ansiedade, preferindo procrastinar ou se distrair.
  • Rotina e estabilidade: Busca manter uma rotina estável e familiar para minimizar o estresse.
  • Repressão emocional: Tende a internalizar suas emoções, o que pode levar a uma maior ansiedade se não forem expressas de maneira saudável.

Sintomas da Ansiedade.

Reconhecer os sintomas da ansiedade é o primeiro passo para gerenciá-la. Esses sintomas podem incluir:

  • Físicos: Batimento cardíaco acelerado, sudorese, tremores, dores de cabeça, tonturas e problemas digestivos.
  • Emocionais: Sentimentos de apreensão ou medo, irritabilidade, inquietação e dificuldade de concentração.
  • Comportamentais: Evitar situações que causam ansiedade, procrastinação e compulsão por repetição de comportamentos para aliviar o estresse.

Os ataques de pânico são episódios intensos de medo e desconforto que podem ocorrer de forma inesperada. Eles estão frequentemente associados ao transtorno de pânico. Transtornos de Ansiedade e o estresse crônico também podem desencadear sintomas de ansiedade e contribuir para transtornos de humor como a depressão. Identificar as fontes de estresse e encontrar maneiras de reduzi-las é fundamental.

Faça o Teste e descubra o seu Temperamento

Copyright 2022 - Marcelo J Bresciani

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

MUDE A SUA VIDA EM 21 DIAS

ASSINE A NEWSLETTER e vou mandar GRATUITAMENTE um E-BOOK com uma técnica INÉDITA de INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. E de quebra você ganha DE GRAÇA acesso a comunidade O Novo MindSet

Fechar